sexta-feira, 20 de abril de 2018

..a minha ioga...


O que as minhas mãos vão  tricotando por estes dias.:
#Dexter Cardigan # de Isabell Kraemer
 #Comfort Fade Cardi#de Andrea Mowry.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

terça-feira, 17 de abril de 2018

... Gratidão..






































Há pessoas que aparecem na nossa vida por acaso, mas ficam no nosso coração como uma ancora..Esta semana recebi de presente estes quadros lindíssimos pintados á mão por uma amiga que é amiga-abraço/ amiga-alegria / amiga-inspiração.Ter pessoas que nos mimam é uma bênção, e eu estou muito grata.São pequenos gestos que nos enchem o peito de alegria .

quinta-feira, 12 de abril de 2018

...Coisas lindas que li ....
















"não precisas de ter todas as respostas, fazer tudo certo, ou ter sempre razão. precisas da tua fé, do teu amor-próprio, e de acreditar que entre o que vem e o que vai, a vida conspira sempre a teu favor. 
Não precisas de carregar o mundo nos ombros, viver os dias (pre)ocupada, de peito pesado. precisas de te abraçar mais, de levantar sempre a cabeça, e de dizer a ti mesma: calma. o tempo é especialista em reviravoltas. não precisas de ser a melhor, nem de provar nada a ninguém. precisas de ser uma pessoa de bem com a tua vida e de acreditar, com toda a força do teu lado esquerdo, que ao longo do caminho importa muito menos aquilo que te acontece, e muito mais aquilo que tu és apesar do que te acontece."


quarta-feira, 11 de abril de 2018

..... há dias assim....






















Não sou pedinchona, mas hoje peço ao Universo somente 2 coisas:
- Coragem para saber superar as contrariedades
- Paciência para saber esperar pelas coisas certas no tempo certo.⇏↝↝↝

quinta-feira, 5 de abril de 2018

..Aprilis, Abril....






Abril é o 4º mês do calendário gregoriano.O seu nome em latim é Aprilis , que significa abrir.....
como tal escolhi um texto do escritor Walter Hugo Mãe, que servem de mantra para este mês:👌
«A vida não é um caminho em linha reta. Há perdas, há ressentimentos, há expectativas defraudadas, há recuos, há avanços. Mas, apesar de tudo, vale a pena acreditar e continuar em frente para não viver numa amargura constante, numa angústia sem fim. (…) 
Aquilo que mais precioso aprendi na vida é que não importa o que ela nos faça, o importante é mantermos-nos de boa-fé e propensos à alegria.»